Cofrinho! As economias do pequeno pra conquistar seu brinquedo

Neste sábado o Vicente comprou um brinquedo pela primeira vez com seu dinheiro. E foi muito legal.

A história começou assim. Ele ganhou um cofrinho do tio, no fim do ano passado. E começou a coletar e ganhar moedinhas. Explicamos que se ele guardasse dinheiro ali, poderia comprar um brinquedo pra ele. E desde então ele tem alimentado a ideia de comprar uma bola e um quebra-cabeças do ‘espião’, o Finn Mc-Missil, do Carros 2 (quem tem filho menino com certeza sabe do que estamos falando!).

Foram seis meses juntando moedas e o cofrinho ficando pesado.  Aí, meu marido e eu achamos que estava na hora de leva-lo pra comprar seu brinquedo.

Mesa (claro!). Filho, a gente estava pensando que talvez já esteja na hora de comprar o brinquedo que você quer com as moedas do seu cofre. “Oba!”. E aquela cara de feliz, com aquele sorrisinho de surpresa, que mata a gente de emoção. Como você acha que vai ser? “A gente vai na loja, pega o brinquedo, dá as moedinhas.” É, é isso. Mas a gente tem que ver o que dá pra comprar com o dinheiro que você tem, né.  Tá bom. E pode ser que não tenha a bola e o quebra-cabeças do espião. E aí? “Aí eu acho outro brinquedo que eu gosto.”

Combinados, lá fomos nós no dia seguinte. Ele foi se encantando com a loja como fazem as crianças. Muitos Ahs, Olha, eu gosto desse. Chegamos lá no fundo porque, claro, bola e quebra-cabeças são brinquedos baratos e pra chegar até eles coincidentemente a gente tem que percorrer toda a loja.

Não tinha nem bola, nem quebra-cabeças do Mc Missil.

E agora, Vi?

“Vamos escolher outro?” (com aquela cara fofa de pedido de permissão).

Um boneco enorme do Ben10. Acho que seu dinheiro não vai dar. “Ah, tá bom”.  Uma pista gigante do Hot Wheels. Também não. E surpreendentemente ele falou uns “Ah, tá bom” e foi procurar outro.

Achamos um boneco do Lanterna Verde com uma nave, meio transformers, super legal. Esse dá. “Oba!” E um skate do Ben10. Tá bom.

Fomos pro caixa. Ele super orgulhoso da sua compra. E como ele se comportou super bem. Eu não imaginava que ia ser tão legal.

A moça do caixa fez uma careta quando viu a gente contando moedinhas. Mas eu nem liguei porque era um momento super importante pra ele e pra gente. (e não tinha fila!)

Até um outro pai que estava com o filho no caixa ao lado comentou, o Vi mostrou o cofre dele, super feliz.

Mamãe completou a compra com R$12,00. Ótimo!

E começamos o cofre de novo. Reflexões sobre conquistar e poupar a mil aqui em casa agora.

Anúncios

7 respostas em “Cofrinho! As economias do pequeno pra conquistar seu brinquedo

  1. Fabi, também fazemos isso com a Alice desde que ela era pequena! Sempre funcionou e ela se atém à quantia que há no cofrinho, sem pedir mais. O presente de natal do avô dela tb segue esse esquema e ela vai guardando os $$ que ganha da fada do dente pra turbinar o “porquinho do vovô”. O nó fica mesmo no caixa, pq o povo entende, mas acha chato conferir dezenas de moedinhas… Vi, parabéns por mais essa conquista! Um beijo!

  2. Fá, querida!
    Que saudades…
    Adorei a história e os ensinamentos ao pequeno Vi…não disse que ele era Cristal….rs
    Bjs com amor na família.

  3. Adorei, Fabi!!! A Lu tem cofrinho, já tirou dinheiro para comprar flores na feira 🙂 , mas não colocamos moedas com frequencia, nem fazemos um planejamento de comprar algo com o dinheiro todo. Vamos fazer!!!

  4. é uma coisa mesmo muito legal ensinar eles a economizarem… Aqui em casa eles recebem a semanada de R$ 5,00 cada um, sendo que só o receberão se houver disciplina e comerem bem. ainda assim eu disse que quando ganhamos nosso salário, temos algumas responsabilidades que no caso deles seria o de manter o material escolar em ordem, e se perdessem algo teriam que comprar com seu dinheiro, então R$ 2,00 era guardado para essas coisinhas(rss) e os outros R$ 3,00 eles acabam economizando para no fim do mes comprar algo mais legal ou acabam gastando na cantina. no fim do mes usamos o dinheiro para completar o material… uma borrachinha aqui ou um lápis ali e tudo certo… mas quando juntam mais dinheiro um do que o outro adoram mostrar que tem mais e se sentem orgulhosos e aprendem a economizar com gosto!!! é divertido!!!!

    • Camila, muito legal o seu relato! E vocês ainda praticam o cuidado das crianças com a casa, que é um ‘aprender responsabilidade’ de um jeito incrível. Parabéns! Muito bom conhecer o que vcs fazem tb. Qual a idade dos seus filhos? abs, Fabiana

      • hahaha… na verdade o aprendizado acaba funcionando somente na mais velha que tem 5 anos, mas o irmão de 2 aninhos vê e quer fazer também, e sem entender o que está fazendo acaba ficando muito feliz quando chega a hora de gastar.
        abs,
        Camila.

  5. Pingback: A difícil tarefa de usar bem o dinheiro | maesnamesa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s